Flexas+Miras


Olhou para o lado, um casal, olhou para o outro, outro casal. Respirou e se imaginou uma vela de tamanho mediano. Parecia que todos ao seu redor amigos, conhecidos tiram resolvido namorar. Não que achasse isso ruim, muito p elo contrario, torcia pela felicidade deles, mas sentia que iria ficar sobrando. Sentia não, estava sobrando.  Os assuntos se resumiam em namoro, as historias de como se conheceram e dos já conhecidos, como descobriram que se gostavam.
Já fazia tempo que não se importava com isso. Não estava afim de namorar naquela fase da sua vida. Decisões mais importantes deveriam ser tomadas primeiro, a começar pela escolha do curso a seguir nos próximos meses? Pois é, agora faltava menos de um ano, isso se não bombasse. Argh! Quantas coisas e ainda por cima esse drama adolescente, o medo de ficar sozinha, não se incluir na rodinha, por não falar a o mesmo assunto que eles.
Sabia que mais jovens sentiam o mesmo medo, principalmente no seu meio social, mais sabia que logo eles se encontrariam e mais corações seriam flechados. Agora dizia a si mesma que não desejava ser flechada ou flertada, nem flertar inconscientemente. Medo, medo, medo, medo! Vai que... Lá vamos nós novamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário