Crianças


Em geral, nos preocupamos com coisas tão bobas. Por fatos pequenos, desabamos a chorar. É duro assumir, mais em parte nos comportamos como crianças, só que não corremos para o colo da mamãe ou não corremos para contar aos nossos pais quem nos machucou. Nós corremos para o nosso travesseiro e choramos.
Admiro as crianças, por que elas não têm medo, nem vergonha de ser quem são. São ingênuas, inseguras... nós somos como elas, sim nós somos. Mais a questão seria, para a sociedade é natural elas serem assim, mais pessoas como nós e até mais velhas não.
Todos temos nossas crianças dentro de nós gritando para sair, cabe a nós sabermos se deixamos elas gritarem, ou as deixamos sair aos poucos. Devemos criar coragem para ser quem somos. Quando se fingi ser quem não é você próprio se engana e não aos outros. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário